segunda-feira, 30 de maio de 2016

Plano Estratégico e de Marketing do Turismo dos Açores


O Plano Estratégico e de Marketing do Turismo dos Açores [link para download] tem como objetivo central a definição de um conjunto de estratégias, numa abordagem dicotómica entre mercados e produtos que, com base nas necessidades do território e dos vários stakeholders do destino, permite alcançar os seguintes resultados:
  • Qualificação e desenvolvimento sustentável do setor do turismo;
  • Preservação do meio ambiente;
  • Desenvolvimento da atividade turística como ferramenta de dinamização da economia regional em todas as ilhas.

Para propor futuras políticas para o turismo dos Açores, este plano faz primeiro uma análise situacional desta atividade económica. De entre os vários desempenhos tidos em consideração (dormidas, fluxos de passageiros aéreos e marítimos, restauração, etc.), a ilha do Pico tem o seu principal destaque no campo das infraestruturas turísticas: o Museu do Pico foi aquele que, nos Açores, recebeu mais visitas em 2015, registando cerca de 38% do total regional. Recorde-se que o Museu do Pico reúne as extensões do Museu da Indústria Baleeira, na vila de São Roque, do Museu dos Baleeiros, na vila das Lajes, e do Museu do Vinho, na vila da Madalena [link para visitas virtuais ao Museu do Pico].


Este plano define então que elementos devem constituir as mensagens por ilha. No caso do Pico, o apelo é feito pela "aventura" e pela "superação", apresentando esta ilha os seguintes elementos diferenciadores interilhas:

Por fim, a mensagem definida por este plano para a ilha montanha é "hospitalidade genuína", algo que pode ser comprovado por todos aqueles que visitam a ilha do Pico!

Haja saúde!

domingo, 29 de maio de 2016

Água para consumo humano no Pico é premiada

A Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores (ERSARA) vai atribuir, pela primeira vez este ano, o galardão "Selo de Qualidade da Água para Consumo Humano", o qual visa premiar as entidades gestoras de sistemas de abastecimento público de água que, no último ano, se tenham distinguido em matéria da qualidade da água disponibilizada na torneira do consumidor.

Dos 19 concelhos açorianos, 10 serão contemplados com o "Selo de Qualidade da Água para Consumo Humano - 2015" [link para lista completa], sendo que apenas as ilhas do Pico e do Corvo têm toda a sua população servida com água de qualidade exemplar: uma água segura, objeto de rigoroso controlo de qualidade e sujeita a análises laboratoriais regulares, cumprindo os mais exigentes requisitos legais nacionais e europeus.

Para além de premiar o mérito das entidades gestoras pela qualidade dos respetivos sistemas públicos de abastecimento de água e contribuir para um incremento da qualidade do seu desempenho, este galardão criado pela ERSARA pretende igualmente contribuir para reforçar a confiança, por parte dos consumidores, na qualidade da água da torneira, a qual, nos Açores, é da mais elevada qualidade.

Haja saúde!

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Azores Fringe Festival 2016

Já está em marcha o Azores Fringe Festival 2016: um conjunto de inúmeros eventos que vão desde exposições, cinema e literatura à dança, teatro e música, entre outros.

Até ao final de junho será possível apreciar, nesta quarta edição e nas 9 ilhas dos Açores, o trabalho de 220 artistas de 32 países.

Aqui fica o programa deste festival, sendo que mais informações podem ser encontradas em: www.azoresfringe.com

Haja saúde!



quinta-feira, 26 de maio de 2016

Pontões da rampa da antiga Fábrica da Baleia estão em risco

O complexo museológico da antiga Fábrica da Baleia Armações Baleeiras Reunidas, Lda., em São Roque do Pico, hoje Museu da Indústria Baleeira - o primeiro museu industrial público dos Açores - contempla não só a unidade fabril que foi o maior e mais importante complexo de transformação e processamento de cachalotes dos Açores, mas também um vastíssimo património envolvente, o qual contribuiu fortemente para aquilo que é a paisagem da zona do Cais do Pico.

Em particular, pela rampa anexa à antiga Fábrica da Baleia passaram largas centenas de cachalotes entre 1949 e 1984. Deste então, a rampa caiu em desuso, mas as ondas do mar não deixaram de existir, fazendo com que atualmente os respetivos pontões desta rampa estejam em risco de desaparecer.

Como as imagens em anexo comprovam, a situação ainda não é grave, mas é sempre melhor (e implica menos custos) prevenir uma situação pior do que remediar mais tarde. Assim, e através do site "Na Minha Ilha", efetuei um registo desta ocorrência junto dos serviços regionais competentes. Estes serviços responderam, informando o seguinte:
Relativamente ao assunto mencionado em epígrafe, o qual mereceu a nossa melhor atenção, vimos pelo presente agradecer o contato de V. Exa. e informar que a Direção Regional dos Assuntos do Mar irá, brevemente, proceder à análise do estado da referida rampa e, se necessário, ponderar intervir no local, em articulação com a Direção Regional da Cultura.

O património deixado pelos nossos antepassados não é de ninguém em particular mas sim de todos nós, cabendo a cada um a missão de o tentar preservar. Este foi um pequeno contributo nesse sentido, esperando que tenha sido o "empurrão" necessário para que a rampa da antiga Fábrica da Baleia seja recuperada e preservada.

Haja saúde!



quarta-feira, 25 de maio de 2016

'Assim se diz' dos "Haja Saúde"

As particularidades dos Açores não se ficam pelas paisagens, sendo que as gentes e a sua cultura também são uma fonte de curiosidade para um qualquer visitante. Em particular, os falares e dizeres dos ilhéus podem ser bastante peculiares, como é exemplo ouvir dizer "vou ir" ou escutar os diferentes sotaques das várias ilhas.

O grupo luso-americano "Haja Saúde", o mais recente projeto musical de Zé Duarte e companhia, criou um tema intitulado 'Assim se diz'. Através desta música, é dado destaque a alguns dos dizeres característicos das ilhas dos arquipélagos portugueses, Açores e Madeira. Aqui fica então o videoclip do tema 'Assim se diz'.

Haja saúde!

terça-feira, 24 de maio de 2016

Andamento das obras na nova rotunda de São Roque do Pico (2)

Apresentam-se de seguida algumas fotografias (datadas de 14 de maio de 2016) relativas ao andamento das obras na futura nova rotunda de São Roque do Pico, localizada na entrada nascente desta vila da ilha montanha (junto ao início da estrada transversal) [link fotos mais antigas].

Recorde-se que esta empreitada está orçamentada em cerca de 250 mil euros e que contempla uma rotunda com caraterísticas urbanas, iluminação pública e execução de redes de abastecimento de águas, rede de rega e de drenagem pluvial (imagem do projeto também em anexo).

Haja saúde!




segunda-feira, 23 de maio de 2016

Zonas Balneares do Pico voltam a apresentar Qualidade de Ouro em 2016

À semelhança do ano passado, na ilha do Pico existem três zonas balneares distinguidas com Qualidade de Ouro pela Quercus em 2016 [link para a lista completa]:

São Roque do Pico
Lajes do Pico

Recorde-se que, para este ano, na ilha do Pico existem cinco zonas balneares oficiais (às apresentadas anteriormente junta-se a Furna de Santo António e a Zona Balnear da Madalena [link para mais informações]), sendo que a Piscina do Cais e a Furna de Santo António, ambas pertencentes ao concelho de São Roque do Pico, serão os únicos locais da ilha montanha onde estará hasteada a Bandeira Azul na época balnear de 2016 [link para mais informações].

Esta avaliação de Qualidade de Ouro efetuada pela Quercus é mais limitada em comparação com os múltiplos critérios para atribuição da Bandeira Azul, ao basear-se apenas na qualidade da água das praias, sendo contudo mais exigente neste aspeto em específico, para além de incluir todas as águas balneares, não envolvendo qualquer processo de candidatura.

O objetivo da Quercus é realçar as praias que, ao longo de vários anos (pelo menos cinco), apresentam sistematicamente uma água balnear de qualidade excelente e que, nesse sentido, oferecem assim uma maior fiabilidade no que respeita à qualidade da sua água.

Haja saúde!

domingo, 22 de maio de 2016

Excelente exemplo dado pela Atlânticoline

Através deste blog, muitas críticas já foram feitas à empresa pública que opera as ligações marítimas entre as ilhas do triângulo (Pico, São Jorge e Faial) - empresa Transmaçor, posteriormente incorporada na Atlânticoline - devido a alguns cancelamentos de escalas em São Roque do Pico, os quais ocorreram em circunstâncias difíceis de compreender para os passageiros. Como exemplo, destaca-se o post "Dissecando o comunicado da Transmaçor de 7 de setembro de 2015", onde foi analisado um comunicado de cancelamento com horários errados e com base em condições meteorológicas que não correspondiam de todo à realidade. Adicionalmente, também foram feitas algumas rábulas - "Transmaçor ganha prémio no Festival de Cinema de Veneza" e "O "Sei lá!" da Linha Verde da Atlânticoline" - sempre com o intuito de mostrar, através de uma forma mais descontraída, que os passageiros não estavam satisfeitos com as comunicações prestadas pelo operador marítimo.

Contudo, da mesma forma que foram feitas críticas, é mais do que justo reconhecer publicamente quando algo é bem feito. Vem isto a propósito do mais recente comunicado da Atlânticoline relativo a cancelamentos de viagens na Linha Amarela nos dias 22 e 23 de maio de 2016, o qual se apresenta de seguida:
A Atlânticoline, S.A. informa que, devido às condições previstas para o Grupo Central nos próximos dias, de elevada agitação marítima acrescida de uma velocidade do vento considerável, as viagens da Linha amarela (Express Santorini), previstas para domingo, 22 de maio, com o itinerário São Miguel/Terceira, e segunda-feira, dia 23 de maio, com o itinerário Terceira / Graciosa / São Jorge / Pico / Faial, estão canceladas.
Presentemente, tudo indica que as condições meteorológicas que inviabilizam a nossa operação na ilha Terceira serão as seguintes:
22 de maio – Ondulação: 2,6m a 4m; Vento: 76 km/h
23 de maio – Ondulação: 3,6m; Vento: 60 Km/h
De acordo com o estabelecido no Contrato de Transporte Marítimo, os passageiros afetados estão a ser devidamente contatados, juntos dos quais a Atlânticoline tenta encontrar a melhor solução para a sua situação. Por este cancelamento serão afetos 132 passageiros e 24 viaturas.
A Atlânticoline agradece a sua compreensão, lamentando quaisquer transtornos que este cancelamento lhe possa causar.

Este comunicado da Atlânticoline contém pequenas diferenças, mas que são muito relevantes face aos comunicados anteriores (e que vão de encontro ao solicitado no passado numa carta aberta dirigida à Atlânticoline):
  • É claramente explicitado quantitativamente quais a condições meteorológicas que levam ao cancelamento de viagens, de modo a evitar qualquer tipo de ambiguidade, sobretudo as subjetivas;
  • São invocadas as obrigações do operador marítimo, mostrando que este tem conhecimento dos seus deveres perante os passageiros;
  • São apresentados quantos são os prejudicados com este cancelamento, permitindo não só que seja reforçado que a empresa de transporte marítimo sabe que os passageiros serão efetivamente afetados, mas também que estes sintam que não foram esquecidos pela Atlânticoline.

Assim, quero publicamente felicitar a Atlânticoline pelos esclarecimentos apresentados no comunicado em questão, fazendo votos para que esta atitude seja sempre mantida e também alargada a toda a rede, sobretudo no que respeita às ligações da Linha Verde e da Linha Azul.

Haja saúde!

© Atlânticoline

sábado, 21 de maio de 2016

Rescaldo da visita de 2016 do Governo Regional à ilha do Pico


Terminou ontem (sexta-feira, 20 de maio) a visita estatutária anual do Governo Regional à ilha do Pico. Nesta visita de 2016, cujo programa era extenso e variado, não faltaram as habituais inaugurações, visitas a obras em curso e promessas para o futuro, entre outros. De seguida apresenta-se um resumo desta mesma visita.

Na área da saúde, o Governo prevê que esteja instalado e em funcionamento um equipamento de TAC no Centro de Saúde da Madalena num prazo de dois meses. Também foi afirmado que está decidida a remodelação e requalificação do Centro de Saúde das Lajes do Pico. Estes anúncios foram feito à margem de uma demonstração da nova plataforma centralizada de eletrocardiografia, já disponível nos 18 centros de saúde dos Açores, a qual tem como vantagens a rapidez do exame na análise pelos médicos e a sua comodidade, não sendo necessário, em determinados casos, deslocação entre as ilhas [links relacionados: notícia | som | foto 1 | foto 2]. Adicionalmente, através do Comunicado do Conselho do Governo [em anexo], reunido na ilha do Pico, ficou a saber-se que o Hospital da Horta foi incumbido de efetuar a criação de uma unidade de diálise no Pico, tendo em vista evitar a deslocação dos utentes com necessidade de fazer diálise ao Hospital da Horta e garantindo-lhes a prestação deste tratamento mais perto dos seus lares e das suas famílias.

No que respeita às acessibilidades à ilha do Pico, o chefe do executivo açoriano explicou que está a ser estudada a localização do terminal de passageiros de São Roque do Pico na baía de São Roque, pois os resultados dos vários estudos efetuados para a localização na baía do Cais do Pico "não ofereciam as condições de operacionalidade e até de segurança" [links relacionados: notícia | visita do Presidente do Governo dos Açores, em março último, a São Roque do Pico para prestar esclarecimentos sobre este assunto | concurso de desenho "Novo Porto de São Roque do Pico"]. Sobre o transporte aéreo, ficou decidido que haverá um investimento em vários aeroportos na região ao nível da aquisição de equipamentos para a melhoria das condições da operacionalidade e segurança, sendo que o aeroporto da ilha do Pico vai ser contemplado com uma correção da sinalização horizontal e uma nova pintura, aquisição e a instalação de detetores de vestígios de explosivos, bem como a aquisição de equipamento para a estação meteorológica [link relacionado: notícia].

No âmbito da solidariedade social e afins, destaque para a inauguração da Creche e Centro de Atividades de Tempos Livres da Santa Casa da Misericórdia de São Roque do Pico, um equipamento que tem uma capacidade em creche para cerca de 40 crianças e em centro de atividades de tempos livres para 60 crianças [links relacionados: notícia | som | foto 1 | foto 2 | álbum 1 | álbum 2], e para a inauguração do Lar Residencial para Portadores de Deficiência da Santa Casa da Misericórdia da Madalena [links relacionados: notícia | som | foto 1 | foto 2 | vídeo]. O Governo efetuou ainda uma apresentação do projeto da obra de ampliação e beneficiação do Centro de Apoio ao Idoso da Santa Casa da Misericórdia da Madalena [links relacionados: notícia | som 1 | som 2 | foto].

No setor da agro-pecuária, foi apresentado um projeto de reestruturação da fábrica da antiga LactoPico, cooperativa que agora vai passar a chamar-se Leite Montanha e que pretende criar novos produtos, com inspiração nos antigos sabores típicos da ilha do Pico [links relacionados: notícia | som | foto | reportagem]. Registo ainda para o facto de nesta visita ter sido conhecido que quase 40% do total de explorações dos Açores que se dedicam à produção de gado de carne com Identificação de Origem Protegida (IGP) fica localizada na ilha do Pico, superando largamente outras ilhas em que esta produção tem maior expressão (11% na Terceira e 9% em Santa Maria) [links relacionados: notícia | som | foto].

Tendo em atenção o turismo, foi anunciado a primeira edição da prova "Quilómetro Vertical do Pico" já no próximo dia 27 de maio, prova essa que está inserida na Taça de Portugal de Skyrunning [links relacionados: notícia | som 1 | som 2 | foto | site da prova]. Também foi revelado que a montanha da ilha do Pico vai ficar dotada de um sistema de videovigilância durante o próximo mês de junho, sistema esse que incorpora três câmaras - duas no bordo da cratera e uma junto à Casa da Montanha [links relacionados: notícia | regulamento de acesso à montanha do Pico]. O Governo informou ainda que o projeto de execução do futuro Museu da Construção Naval, em Santo Amaro, deverá estar em condições de ser apresentado publicamente "a breve trecho", projeto este que terá um prazo de execução de 16 meses e que será implantado numa área superior a 3.000 metros quadrados, com áreas expositivas, auditório, oficina, cafetaria e loja, sendo que a sua filosofia passa pela reutilização, em termos museológicos, das antigas oficinas de construção naval [links relacionados: notícia | som].

Outros assuntos merecem uma nota de destaque, tais como os investimentos em ribeiras na ilha do Pico, com o objetivo de contribuir para a segurança de pessoas e bens. Mais concretamente, foi feita a inauguração da bacia de retenção de fluxos detríticos na Ribeira do Dilúvio e apresentação do projeto de construção da passagem hidráulica sob a rua do Meio, em São Caetano, bem como a apresentação do projeto do desvio de caudais e reperfilamento da Ribeira da Prainha, na freguesia com o mesmo nome [links relacionados: notícia | som | foto 1 | foto 2].

Uma palavra final para a homenagem ao Eng.º Zeca Simas: nesta visita estatutária foi descerrada a placa com a redenominação da Reserva Florestal de Recreio "Eng.º Manuel José Baptista de Simas", na Reserva Florestal da Prainha, cerimónia essa que contou com a presença de vários familiares do saudoso engenheiro que, durante a chefia dos Serviços Florestais do Pico, deixou um valioso legado em prol do desenvolvimento rural da população da ilha do Pico [links relacionados: notícia | som | fotoos caminhos do mato e o Eng.º Zeca Simas].

Terminou assim a visita de 2016 do Governo Regional à ilha do Pico. Alguns assuntos não foram abordados e "como que se mantêm escondidos atrás do nevoeiro", ou seja, ninguém sabe em que estado estão. Talvez o maior exemplo seja o processo de certificação do ILS no aeroporto da ilha do Pico: recorde-se que, em outubro de 2015, um membro do Governo anunciou que o processo de certificação deste sistema ILS deveria estar concluído até ao final do primeiro trimestre de 2016. Atualmente, já estamos no segundo trimestre de 2016 e ainda não existe ILS certificado... Não deixa de ser curioso que os membros do executivo regional talvez foram afetados negativamente pelo facto de esta promessa ainda não ter sido cumprida: após o término da visita estatutária à ilha montanha, o Governo dos Açores ficou retido nesta ilha, isto porque havia muito nevoeiro junto ao aeroporto do Pico, situação onde o ILS é a uma grande mais valia!


Haja saúde!

Comunicado do Conselho do Governo reunido no Pico (maio de 2016)

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Belo iate fundeado na baía do Cais do Pico

Durante a tarde de ontem (19 de maio de 2016), o iate "Chronos" fundeou na baía do Cais do Pico, ao largo da vila de São Roque do Pico.

Este belo iate foi construído em 2013 e atualmente navega sob a bandeira da Holanda; tem 49 m de comprimento, 9 m de boca e uma tonelagem bruta de 344 ton.

Em anexo apresenta-se uma fotografia que regista este momento para a posteridade, bem como um mapa em tempo real dos barcos que navegam na vizinhança da ilha montanha.

Haja saúde!

Post scriptum: Adicionada foto relativa à partida do iate "Chronos" (20 de maio).